#HojeNaHistória: A ÚLTIMA TURNÊ DE FRANK ZAPPA

04 de Dezembro de 1993

Há 27 anos perdíamos um dos maiores músicos, compositores e instrumentistas dos últimos 60 anos: Frank Vicent Zappa morria em sua casa em Los Angeles devido a complicações de um câncer na próstata terminal que ele vinha lutando desde 1990. Quando do seu falecimento Zappa estava acompanhado de sua esposa e seus quatro filhos, ele seria enterrado no dia seguinte em uma cerimônia privada no Westwood Village Memorial Park Cemetery. Seu túmulo permanece não reconhecido em respeito ao desejo de Zappa.

Frank Zappa era reconhecido por sua abordagem enquanto compositor, trabalhando como artista solo ou com a sua banda, The Mothers of Invention, Zappa escreveu músicas nos mais diversos gêneros musicais, indo desde do doo-wop até a música concreta, passando pelo jazz e pelo prog rock. Uma de suas características era escrever de fato suas músicas utilizando notação musical e entregar para os músicos para que eles tocassem exatamente o que ele queria.

Uma de suas paixões era a experimentação sonora e musical, o que transportava para os shows, verdadeiros eventos artísticos com encenações, discursos políticos e improvisações. Um verdadeiro espetáculo.

Suas letras continham uma ironia e humor típicos, o que não agradava a direita conservadora dos EUA – e por uma grande ironia Zappa se considerava um “conservador prático” mesmo sendo membro do Partido Democrático – o que lhe fez lutar contra a censura governamental contra todas as formas de arte, lhe colocando em rota de colisão contra Tipper Gore e a PMRC.

A relevância musical e artística de Zappa é enorme, ele foi estudante de Pierre Boulez e professor de Steve Vai, e os mais diversos artistas o listam como influência musical ou lírica, passando desde Paul McCartney até Brian Eno, George Clinton e Weird Al Yankovich.

Sua família anunciou a morte de Zappa com o seguinte pronunciamento: “o compositor Frank Zappa partiu para sua última turnê logo depois das seis da tarde de domingo”.

Na imagem capa do disco Apostophre (‘), de 1974

Conheça nossa campanha de financiamento contínuo

Entre em www.catarse.me/clio e conheça a nossa campanha de crowdfunding no Catarse, a partir de R$ 5,00 você já ajuda o Clio a se manter no ar e produzir mais conteúdos para vocês

Financiadores desse post

Alexandre Athayde, Claudia Bovo, Fabiana Jimenez, Gabriel Bastos, Gui Aschar, Henrique Mundim, Juliana Santoros, Paula Guisard, Pauline Kisner, Rosana Vecchia, Rosi Marques, Suzana Athayde, Vanessa Spinosa

Para todos vocês, nosso muito obrigado!

Você também pode nos financiar via PicPay! Se você tem um cashback sobre então porque não apoiar um projeto de comunicação e educação histórica.

Procura a gente lá em https://app.picpay.com/user/cliohistoriaeliteratura

Siga o Clio nas Redes Sociais!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.