#HojeNaHistória: A MORTE COMO CENSURA

7 de Dezembro de 43 a.e.c.

Há 1997 anos acontece o assassinato do filósofo, orador e estadista romano Marco Túlio Cícero, uma das figuras mais renomadas da República Romana. Seu assassinato foi executado a mando de Marco Antônio, quando esse conseguiu manobrar o Segundo Triunvirato a declarar Cícero como inimigo do estado e realizar uma verdadeira caçada humana contra o orador, e não apenas eles, o Segundo Triunvirato provocou um verdadeiro expurgo de opositores se calcando muito na herança política de Júlio César.

Cícero, por conta de sua popularidade, tanto entre plebeus e patrícios, ainda conseguiu escapar da perseguição efetuada pela guarda pretoriana a mando de Antônio, porém acabou sendo denunciado por um escravo de seu irmão.

Quando fora encontrado, Cícero se rende para seus captores, inclina a cabeça, em um gesto indicando que não ofereceria resistência alguma. Herênio, um centurião, então o mata e corta sua cabeça. Segundo Sêneca, o Velho, as últimas palavras do filósofo teriam sido:

Não há nada adequado sobre o que está fazendo, soldado, mas tente me matar adequadamente.

Marco Antônio também instruiu Herênio para cortar as mãos do morto, simbolizando o fim dos discursos de Cícero contra Antônio, conhecidas como Filípicas.

A cabeça de Cícero então foi enviada para Antônio que mandou prender ela, juntamente com as mãos, em cima da Rostra, no Fórum Romano. Ao que se consta Fulvia, esposa de Marco Antônio, teria inspecionado a cabeça e então tirado um grampo do cabelo e apunhalado a língua de Cícero repetidamente…

Na imagem afresco Cícero Denuncia Catilina, Cesare Maccari, 1889, Sala Maccari, Roma, Itália.

Conheça nossa campanha de financiamento contínuo

Entre em www.catarse.me/clio e conheça a nossa campanha de crowdfunding no Catarse, a partir de R$ 5,00 você já ajuda o Clio a se manter no ar e produzir mais conteúdos para vocês

Financiadores desse post

Alexandre Athayde, Claudia Bovo, Fabiana Jimenez, Gabriel Bastos, Gui Aschar, Henrique Mundim, Juliana Santoros, Merlim Malacoski, Paula Guisard, Rosana Vecchia, Rosi Marques, Suzana Athayde, Tiago Tavares e Silva

Para todos vocês, nosso muito obrigado!

Você também pode nos financiar via PicPay! Se você tem um cashback sobre então porque não apoiar um projeto de comunicação e educação histórica.

Procura a gente lá em https://app.picpay.com/user/cliohistoriaeliteratura

Siga o Clio nas Redes Sociais!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.