ClioCast #044: Revolução Iraniana: Uma análise histórica para além do orientalismo

A Revolução Iraniana é um dos episódios mais importantes da história do século XX, um dos seus marcos temporais mais relevantes e significativos. Porém, no ocidente, por conta do envolvimento dos líderes religiosos conservadores conduzidos ao poder por conta da vontade popular o episódio é visto com uma boa dose de preconceito e carregada de orientalismo. Então vem com o Bruno, o Caio e o Victor fazer uma análise histórica da Revolução Iraniana para além do orientalismo, onde buscamos as raízes do episódio na formação histórica da Pérsia, na divisão entre Ocidente e Oriente, na islamização do território e na ação do imperialismo pós-Segunda Guerra Mundial.

ClioCast Especial: 2019 Em Perspectiva

A nossa bancada, formada pelos incríveis Caio, Monica e Bruno, batem um papo sobre o que aconteceu em 2019, fazendo pequenos comentários sobre os principais episódios, além de fazer uma análise sintética sobre a percepção social do tempo.

ClioCast #043: Da Escravidão ao Pancadão: Uma história do funk e suas relações com o racismo estrutural brasileiro

É som de preto/ de favelado/ mas quando toca/ ninguém fica parado! Ao som desse clássico do pancadão carioca nossa bancada, formada pelo Bruno e pelo Victor, recebe o MC Camarada Janderson para traçar um panorama sócio-cultural-histórico do funk e suas relações com o racismo estrutural brasileiro, além de suas relações com outras manifestações culturais negras no Brasil. Vem com tudo e dá seu play!

ClioCast #042: Amor Vincit Omnia: Uma breve história social do amor no Ocidente

Nesse episódio a nossa bancada se debruça sobre um dos conceitos sociais mais importantes, e até certo ponto deixado de lado pela historiografia, da sociedade e do processo histórico: o amor. Discutimos o amor no Ocidente desde os antigos gregos até a pós-modernidade

ClioCast #041: Uma Breve História da Criação e Destruição da Previdência Social no Brasil

Voltamos até o escravismo colonial para historicizar e fazer uma crítica sócio-econômica à luz da ciência histórica da construção e destruição da previdência social no Brasil, passando pela CLT, pelos institutos de pensão classistas, pelos INPS, pela Constituição Cidadã até a atual Reforma da Previdência. Vem com a gente que vai dar bom!