O ANO COM DOIS NATAIS

06 de Janeiro de 353

Em 353, o Natal foi comemorado pela Igreja de Roma pela última vez no dia 06 de janeiro. Dali em diante, o nascimento de Jesus passou a ser comemorado no solstício de verão do Hemisfério Norte que, na época, acontecia no dia 25 de dezembro. Portanto 353 foi o ano com dois natais. Nas Igrejas Ortodoxas, o nascimento de Jesus ainda é comemorado em janeiro.

No entanto, a data de janeiro foi incorporada ao calendário natalino católico, sendo o dia dedicado à lembrança dos três Reis Magos que são a base da Folia de Reis. É uma festividade ainda popular em muitos lugares da América Latina, trazida pelos colonizadores ibéricos. A história do desenvolvimento do simbolismo em torno dos três reis que vem de três cantos do mundo, com presentes dignos de reis (ouro), deuses (incenso) e honra aos mortos (mirra) não caberia em tão pequeno texto.

Porém é possível lembrar que nesta festa, a noite entre os dias 5 e 6 de Janeiro, uma comitiva de músicos saem pelas ruas das pequenas cidades, de porta em porta, com sanfonas, violas e gaitas, buscando o menino Jesus nas casas de quem os recebe com uma vela acesa em uma das janelas. Uma procissão pode seguir a comitiva em uma trilha de luzes que muitos vão admirar de suas janelas. Nos locais onde a tradição ainda é fortalecida, são os reis magos que levam para as crianças os presentes de Natal, sendo eles normalmente doces.

Abaixo, alguns dos versos que podem ser ouvidos nesta noite:

“Porta aberta, luz acesa
Sinal de muita alegria
Entra eu, entra meu terno
Entra toda a companhia
Graças a Deus já vimos
Sua casa iluminar
Já que nos abriram a porta
Falta nos fazer passar
Este é o primeiro verso
Que nesta casa eu canto
Em nome de Deus começo
Padre, Filho Espírito Santo
Estes três Reis por serem santos
Que saíram a caminhar
Procurando Jesus Cristo
Nesta casa vieram achar”

Na imagem vemos um mosaico bizantino, representando os três Reis Magos em trajes persas, seguindo a estrela de Belém.

Conheça nossa campanha de financiamento contínuo

Entre em www.catarse.me/clio e conheça a nossa campanha de crowdfunding no Catarse, a partir de R$ 5,00 você já ajuda o Clio a se manter no ar e produzir mais conteúdos para vocês

Financiadores desse post

Claudia Bovo, Elizabeth Santos, Gabriel Bastos, Giovanni Alecrim, Gui Aschar, Henrique Mundim, Juliana Santoros, Paula Guisard, Rosana Vecchia, Rosi Marques, Suzana Athayde, Vanessa Spinosa

Para todos vocês, nosso muito obrigado!

Você também pode nos financiar via PicPay! Se você tem um cashback sobre então porque não apoiar um projeto de comunicação e educação histórica.

Procura a gente lá em https://app.picpay.com/user/cliohistoriaeliteratura

Siga o Clio nas Redes Sociais!

1 comentário Adicione o seu

  1. pflkwy disse:

    https://pflkwy.wordpress.com/2021/01/02/prefeito-bruno-covas-e-o-governador-joao-doria-retira-gratuidade-do-transporte-publico-de-idosos-de-60-a-65-anos/ [https://pflkwy.files.wordpress.com/2021/01/image.png] Prefeito Bruno Covas e o Governador João Dória retira gratuidade do transporte público de idosos de 60 à 65 anos – pflkwy Post de @pflkwy. pflkwy. Blog sobre notícias e política com um viés de esquerda, onde os bravos nunca ousaram percorrer e que não espere deste o obsequioso silêncio dos covardes, amortecendo consciências, desarmando resistências que só no fátuo da retórica da ideia, da moral e da ética é que se venera seu oponente evitando a sedição! pflkwy.wordpress.com

    ________________________________

    Curtir

Deixe uma resposta para pflkwy Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.