A Diva dos Pés Descalços | Hoje Na História

27 de Agosto de 1941

Cesária Évora foi um fenômeno. Dona de uma voz única, potente e singular, Cesária Évora foi a maior expressão cultural de Cabo Verde reconhecida mundialmente. Foi graças ao seu talento, indiscutível, que gêneros musicais cabo-verdianos como coladeira e morna ganharam fama, primeiro dentro da lusofonia e depois no mundo.

Nascida em 27 de agosto de 1941, quando Cabo Verde ainda estava sob o jugo colonial lusitano, Cesária Évora ficou órfão de pai, que era instrumentista, aos 6 anos de idade e aos 10 anos foi colocado em um orfanato pois sua mãe, Dona Joana, não possuía condições materiais de criar uma criança.

O orfanato onde ela morava era frequentado por cantores e cantoras, e isso serviu de inspiração para Cesária Évora se lançar na carreira musical. Começa a cantar em navios portugueses que atracavam no Cabo Verde para reabastecer e seguir as viagens de cruzeiro, além de cantar em rádios de Mindelo, sua cidade natal.

Em 1985 parte em turnê para Lisboa onde é descoberta pelo produtor José da Silva que a leva a gravar um disco em Paris, esse LP seria lançado em 1988 com o nome de “La Diva Aux Pied Nus”, um petardo. Na França ela gravar a música “Ausência”, do iugoslavo Goran Bregovic, que faria parte da trilha sonora do filme “Underground” (1995), de Emir Kusturica, um clássico cult.

Se em Cabo Verde ela já era celebrada por sua voz e talento, o disco de 1988 a leva ter sucesso e reconhecimento internacional. Em 1992 lança “Miss Perfumado”, disco que contém “Sodade”, uma das suas canções mais reconhecidas. Em 1995 seu disco “Cesária” é indicado para o Grammy, prêmio que ela seria laureada em 2003 pelo disco “Voz d’Amour”. Em 1997 ela ganha o KORA All African Music Awards em três categorias: melhor artista da África ocidental, melhor disco e mérito do júri.

Cesária Évora faleceu em 17 de dezembro de 2011, em São Vicente, em decorrência de hipertensão e insuficiência respiratório. Relatos dizem que 36 horas antes de sua morte ela ainda estava recebendo pessoas e fumando na sua casa, que sempre de portas abertas para todas e todos.


Conheça nossa campanha de financiamento contínuo

Entre em www.catarse.me/clio e conheça a nossa campanha de crowdfunding no Catarse, a partir de R$ 5,00 você já ajuda o Clio a se manter no ar e produzir mais conteúdos para vocês

Financiadores desse post

Cristina Lima, Elizabeth Santos, Gabriel Bastos, Gui Aschar, Hannah Lima, Lazaro Coelho, Paula Guisard, Rosana Vecchia, Suzana Athayde, Vanessa Spinosa

Para todos vocês, nosso muito obrigado!


Você também pode nos financiar via PicPay. Você pagou aquele boleto, deu cashback e você não vai usar, não vai fazer falta? Então porque não apoiar um projeto de comunicação e educação histórica. Procura a gente lá em https://app.picpay.com/user/cliohistoriaeliteratura


Siga o Clio nas Redes Sociais!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.