Levante do Soweto | Hoje Na História

16 de Junho de 1976

Há 44 anos, em 16 de junho de 1976, aconteceu a maior manifestação por direitos civis na África do Sul desde a prisão de Nelson Mandela. Não foi organizada pelo Congresso Nacional Africano, e nem por lideranças da resistência ao Apartheid. Foi liderada por estudantes secundaristas que apenas queriam estudar sem serem obrigados a aprender o idioma colonizador.

Alunos de muitas escolas de Soweto, área mais pobre da cidade de Joanesburgo, foram às ruas contra a aprovação da lei que tornava obrigatória a  introdução do africânder como língua de instrução nas escolas destinadas para os negros, eliminando assim os idiomas nativos da grade curricular.

Desde a década de 1940, o governo bôer vinha fazendo uma série de mudanças na grade de ensino destas escolas, tornando-as meras reprodutoras e legitimadoras da segregação racial no país. A própria grade refletia isto, com um ensino que se destinava apenas à formação de uma mão-de-obra para servir aos brancos, sem possibilidades de uma formação emancipadora.

Aproximadamente 20.000 alunos participaram da ação de protesto e a polícia agiu contra eles com força brutal. O número de mortos, que geralmente é citado como números oficiais, é de 176, mas estima-se que até 700 pessoas tenham morrido.

O fato repercutiu pelo mundo todo (afinal foi um governo autoritário matando estudantes secundaristas de seu próprio país) e serviu como início de uma série de manifestações que não cessariam até a libertação de Nelson Mandela em 1990 e o fim do próprio apartheid em 1994, culminando na eleição de Madiba  a presidente do país no mesmo ano.

Em comemoração a estes eventos, o dia 16 de junho é agora um feriado na África do Sul, chamado  Dia da Juventude.

Na imagem, o corpo de Hector Pieterson sendo carregado por Mbuyisa Makhubo depois de ser baleado pela polícia sul-africana. Sua irmã, Antoinette Sithole, corre ao lado deles, durante a repressão ao protesto. Esta foto foi a ilustração da maioria das reportagens mundo afora sobre o Levante do Soweto.

Conheça nossa campanha de financiamento contínuo

Entre em www.catarse.me/clio e conheça a nossa campanha de crowdfunding no Catarse, a partir de R$ 5,00 você já ajuda o Clio a se manter no ar e produzir mais conteúdos para vocês

Financiadores desse post

Cristina Lima, Elizabeth Santos, Gabriel Bastos, Gui Aschar, Hannah Lima, Lazaro Coelho, Paula Guisard, Rosana Vecchia, Suzana Athayde, Vanessa Spinosa

Para todos vocês, nosso muito obrigado!

Você também pode nos financiar via PicPay. Você pagou aquele boleto, deu cashback e você não vai usar, não vai fazer falta? Então porque não apoiar um projeto de comunicação e educação histórica. Procura a gente lá em https://app.picpay.com/user/cliohistoriaeliteratura

Siga o Clio nas Redes Sociais!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.