Tratado de Guadalupe Hidalgo | Hoje Na História

19 de Maio de 1845

Há 175 anos era ratificado pelo México o Tratado de Guadalupe-Hidalgo, onde o país latino-americano cedia pela quantia de US$ 15 milhões os territórios da Califórnia, Utah e Nevada, além de partes de outros 4 estados modernos dos EUA. Foi o desfecho de um conflito iniciado oficialmente com a Guerra Mexicano-Americana, mas que remonta às ideias do Destino Manifesto.

A doutrina do Destino Manifesto (Manifest Destiny em inglês) é uma crença comum entre os habitantes dos Estados Unidos de que o povo norte-americano foi eleito por Deus por sua virtude para civilizar o seu continente. Isto levou à uma política de expansão para o oeste e à um inevitável conflito com o México, que após a Guerra de Independência do Texas (1835-1836) e a subsequente anexação deste território aos Estados Unidos cortou relações diplomáticas com o seu vizinho.

Após uma campanha militar desastrosa para o México e lucrativa para os EUA, o acordo entre os países foi assinado na cidade de Guadalupe Hidalgo em 2 de Fevereiro de 1848, sendo ratificado pelo Senado dos EUA em 10 de Março e 19 de Maio pelo governo mexicano no mesmo ano.

Na imagem vemos o mapa da região, com a linha mais ao norte marcando a fronteira antes do tratado e a mais ao Sul marcando a fronteira atual.

Conheça nossa campanha de financiamento contínuo

Entre em www.catarse.me/clio e conheça a nossa campanha de crowdfunding no Catarse, a partir de R$ 5,00 você já ajuda o Clio a se manter no ar e produzir mais conteúdos para vocês

Financiadores desse post

Alexandre Athayde, Claudia Bovo, Fabiana Jimenez, Gabriel Bastos, Gui Aschar, Henrique Mundim, Juliana Santoros, Paula Guisard, Pauline Kisner, Rosana Vecchia, Rosi Marques, Suzana Athayde, Vanessa Spinosa

Para todos vocês, nosso muito obrigado!

Você também pode nos financiar via PicPay! Se você tem um cashback sobre então porque não apoiar um projeto de comunicação e educação histórica.

Procura a gente lá em https://app.picpay.com/user/cliohistoriaeliteratura

Siga o Clio nas Redes Sociais!

1 comentário Adicione o seu

  1. Hunter biden disse:

    A Guerra Mexicano-Americana aconteceu entre os Estados Unidos e o México, de 1846 a 1848, e foi motivada pela ambição americana sobre territórios que pertenciam originalmente aos mexicanos. Esse conflito foi uma das etapas da “marcha para o oeste”, processo de expansão territorial realizado pelos Estados Unidos durante o século XIX.

    Antecedentes

    As tensões entre Estados Unidos e México principiaram-se com a chegada de colonos americanos ao Texas, ainda na década de 1820. O México havia conquistado sua independência da Espanha em 1821 e, portanto, havia herdado todos os territórios que faziam parte do Vice-Reino da Nova Espanha, dos quais o Texas fazia parte.

    Nesse período, o governo mexicano, visando incentivar a ocupação e colonização do território correspondente ao Texas, assinou um acordo com Moses e Stephen Austin (ambos americanos) permitindo a mudança deles para essa região. Esse acordo iniciou a colonização do Texas por cidadãos americanos. O governo mexicano esperava que o aumento populacional diminuiria os ataques indígenas nas terras que correspondiam ao estado de Coahuila y Tejas.

    Pouco tempo depois, a relação entre os colonos americanos e o governo mexicano azedou. Os colonos americanos não aceitavam obedecer a algumas determinações do governo mexicano, tais como libertação dos escravos, conversão ao catolicismo e pagamento de determinados impostos. Esses atritos levaram os colonos a organizarem-se contra o governo mexicano e pela independência do Texas.

    Esse processo desencadeou a Revolução do Texas em 1836, na qual houve batalhas significativas em determinados locais, como Béxar (atual cidade de San Antonio) e no forte do Álamo. O combate decisivo aconteceu em San Jacinto, quando as tropas mexicanas foram definitivamente derrotadas pelos rebeldes texanos.

    Com a derrota do governo mexicano, o Texas separou-se do México e declarou sua independência como República do Texas. Pequenas batalhas marítimas entre o governo mexicano e forças texanas estenderam-se até a década de 1840, porém o México não conseguiu retomar o controle sobre o Texas em nenhum momento. Uma consequência importante desse conflito foi o rompimento de relações entre México e Estados Unidos.

    Guerra Mexicano-Americana

    A partir de 1845, o presidente americano James K. Polk (1845-1849), imbuído do espírito do “destino manifesto”, demonstrou interesse em expandir ainda mais o território americano. O alvo dessa vez foi o estado mexicano da Califórnia. O governo americano ofereceu a quantia de 25 milhões de dólares para que o México vendesse os estados da Califórnia e do Novo México. A oferta foi rejeitada pelo governo mexicano.

    Além disso, em 1845, os Estados Unidos haviam começado o processo de anexação do Texas, o que desagradou o governo mexicano que ainda reivindicava aquele território. Por fim, havia uma disputa fronteiriça que debatia a extensão da divisa mexicana com o Texas. Nessa questão, o governo americano afirmava que a fronteira estendia-se até o Rio Grande, enquanto o governo mexicano estabelecia essa fronteira no Rio Nueces.

    Em abril de 1846, o presidente mexicano declarou que o México estava em uma “guerra defensiva” contra os Estados Unidos. Essa declaração deu início às hostilidades de fato entre esses dois países. O conflito decorrente desses atritos prolongou-se por dois anos, com o exército americano vencendo todas as grandes batalhas da guerra. O destaque da vitória americana foi a conquista da Cidade do México, capital mexicana, em setembro de 1847, após a vitória na Batalha de Chapultepec.

    Após a conquista da Cidade do México, o governo mexicano aceitou negociar os termos da rendição com os Estados Unidos. A rendição mexicana foi oficializada no Tratado Guadalupe-Hidalgo, assinado em 1848. Com a assinatura desse acordo, o México reconheceu a derrota e cedeu o Texas, o Novo México e a Califórnia para os Estados Unidos. Além disso, foi estabelecido o Rio Grande como fronteira entre esses dois países. Com isso, o México pe

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.