La Copa Se Mira Y No Se Toca | Hoje Na História

30 de Julho de 1930

Para o nossos queridos hermanos uruguayos o dia 30 de julho de 1930 marca um feito histórico do ludopédio: em casa, no Estadio Centenario, um dos templos do futebol, era erguida pela primeira vez a taça Jules Rimet e o Uruguai se consagrava o primeiro campeão do mundo do esporte.

O jogo, que contou com público de 68.346 pessoas, foi contra outro vizinho sul-americano, a Argentina, o mesmo time que a Celeste Olímpica vencera na final do torneio de futebol dos Jogos Olímpicos de 1928 em Amsterdã.

A Copa de 1930 foi o primeiro capítulo na história das copas, que hoje é considerado o segundo maior evento esportivo do mundo, perdendo apenas para os Jogos Olímpicos. O torneio contou com 13 times de 3 confederações e todos jogos foram disputados em Montevidéu. O certame contou com apenas 4 times europeus – Bélgica, Romênia, Iugoslávia e França – afinal as seleções do Velho Mundo alegavam que a distância para a América do Sul era muito grande e não valeria a pena disputar o torneio.

Os times foram escalados assim para a partida:

URUGUAI: Enrique Ballestrero; José Nasazzi, Ernesto Mascheroni; José Andrade, Lorenzo Fernández, Álvaro Gestido; Pablo Dorado, Héctor Scarone, Héctor Castro, Pedro Cea, Santos Iriarte.
Técnico: Alberto Suppici

ARGENTINA: Juan Botasso; José Della Torre, Fernando Paternoster; Juan Evaristo, Luis Monti, Pedro Suárez; Carlos Peucelle, Francisco Varallo, Guillermo Stábile, Manuel Ferreira, Mario Evaristo.
Técnicos: Francisco Olazar e Juan José Tramutola

O placar foi 4×2, com gols de Dorado 12’, Peucelle 20’, Stábile 37’, Cea 57’, Iriarte 68’ e Castro 89’.

No dia posterior à final foi declarado feriado nacional no Uruguai e uma turba enfurecida jogou pedras contra o consulado uruguaio em Buenos Aires. Segundo se conta Carlos Gardel, que supostamente nasceu em Tacuarembó, Uruguai, mas fez sucesso com o tango portenho, ofereceu um recital para ambas as delegações.

Dos 22 jogadores o último sobrevivente do jogo foi Francisco Varallo, que morreu em La Plata, no dia 30 de agosto de 2010 aos 100 anos de idade.

Na imagem foto do quarto tento oriental, de Castro, aos 89 minutos de jogo, retirado do álbum Primer Campeonato de Fútbol, editado pela AFA (Asociación del Fútbol Argentino)


Conheça nossa campanha de financiamento contínuo

Entre em www.catarse.me/clio e conheça a nossa campanha de crowdfunding no Catarse, a partir de R$ 5,00 você já ajuda o Clio a se manter no ar e produzir mais conteúdos para vocês

Financiadores desse post

Cristina Lima, Elizabeth Santos, Gabriel Bastos, Gui Aschar, Hannah Lima, Paula Guisard, Reverson Nascimento, Rosana Vecchia, Suzana Athayde, Vanessa Spinosa

Para todos vocês, nosso muito obrigado!


Você também pode nos financiar via PicPay. Você pagou aquele boleto, deu cashback e você não vai usar, não vai fazer falta? Então porque não apoiar um projeto de comunicação e educação histórica. Procura a gente lá em https://app.picpay.com/user/cliohistoriaeliteratura


Siga o Clio nas Redes Sociais!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.