Viva Juárez! | Hoje Na História

18 de Julho de 1872

Há 148 anos, em 1872, morria o político e revolucionário republicano mexicano Benito Juárez. Benito Pablo Juárez García nasceu em San Pablo de Guelatao, Oaxaca, em 21 de março de 1806. Filho de indígenas da etnia Zapoteca, ficou órfão logo aos três anos de idade. Sob a tutela do tio, trabalhava nas lavouras de milho de Oaxaca até completar doze anos. Depois foi para a área urbana de Oaxaca para tentar uma vida melhor e estudar, vivendo com sua irmã que trabalhava como cozinheira enquanto o mesmo trabalhava como empregado doméstico. Nesse meio tempo conheceu um Frade Franciscano que se impressionou com sua inteligência e o matriculou no seminário da cidade. Benito Juárez não tinha vocação para Frade e se formou em Direito.

Após concluir o curso de Direto em 1834 passou a atuar como advogado e em 1842 passou a ser juiz. Foi governador do estado de Oaxaca 1847 a 1853. Por se opor a ditadura Antonio López de Santa Anna, foi obrigado a se exilar na Louisiana, E.U.A. Lá trabalhou numa fábrica de charutos e teve contato com ideais socialistas, sendo um dos arquitetos do Plano de Ayutla em 1854, que visava uma revolução igualitarista no México. Em 1855 retornou ao seu país após a renúncia de Lopez de Santa Anna e em 1857 foi eleito vice-presidente. Chegou a levar um golpe dos conservadores, mas organizou a resistência militar em Vera Cruz e retornou com um exército, sendo eleito presidente constitucional em 1861.

A situação muda completamente quando Napoleão III envia uma expedição invasora ao México em 1861, com a justificativa moral da cobrança de dívidas do Império Espanhol. O arquiduque Maximiliano da Áustria é proclamado imperador do México. Benito Juarez foge para o norte do país, acumula forças e passa anos lutando contra a invasão francesa, até que em 1867 vencem a guerra nacionalista pela república e fuzilam Maximiliano. Benito Juárez é eleito presidente da república 1867, e no fim da vida ainda teve que combater Porfírio Díaz (que mais tarde instauraria o Porfiriato) e morreu em 1872. Benito Juarez é um símbolo da luta anticolonial, pela autodeterminação dos povos da América Latina, da resistência dos povos indígenas  e do socialismo idealista. Hoje Benito Juárez é uma figura importante para os patriotas mexicanos, que lutam contra o imperialismo estadunidense.

Na imagem, representação pictórica da resistência aos invasores franceses liderada por Benito Juárez.


Conheça nossa campanha de financiamento contínuo

Entre em www.catarse.me/clio e conheça a nossa campanha de crowdfunding no Catarse, a partir de R$ 5,00 você já ajuda o Clio a se manter no ar e produzir mais conteúdos para vocês

Financiadores desse post

Cristina Lima, Elizabeth Santos, Gabriel Bastos, Gui Aschar, Hannah Lima, Lazaro Coelho, Paula Guisard, Rosana Vecchia, Suzana Athayde, Vanessa Spinosa

Para todos vocês, nosso muito obrigado!

Você também pode nos financiar via PicPay. Você pagou aquele boleto, deu cashback e você não vai usar, não vai fazer falta? Então porque não apoiar um projeto de comunicação e educação histórica. Procura a gente lá em https://app.picpay.com/user/cliohistoriaeliteratura

Siga o Clio nas Redes Sociais!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.