Desastre de mina na África do Sul | Hoje Na História

Hoje Na História, 21 de Janeiro de 1960.

Há 60 anos, em 21 de janeiro de 1960, uma mina de carvão em Fezli Dabi, Estado Livre, África do Sul, entra e colapso, desmorona e deixa um total de 435 mortos, e é considerado o pior desastre envolvendo mineração da história sul-africana. A maioria das vítimas eram de Basutolândia (atual Lesoto) e da África Oriental Portuguesa (atual Moçambique), e ao sentirem uma forte rajada de vento correram para a superfície, porém foram obrigados a voltar os postos de trabalho ou encarar a prisão, a mina então entrou em colapso e cerca de mil operários acabaram presos no seu fundo, a maioria conseguiu escapar utilizando um duto inclinado, as vítimas, entretanto, acabaram morrendo sufocadas por gás metano. As causas apontadas para o desastres foram as condições estruturais defasados da mina. O salvamento se deu por perfurações na superfície para que metano e o dióxido de carbono escapassem e ao mesmo tempo um duto fosse posto e os mineiros salvos. Como consequência do episódio, em um país que tem como a mineração uma de suas atividades econômica básicas, o governo central sul-africano criou um fundo nacional de prevenção a desastres de minas.

Na imagem: foto das instalações da mina de carvão de Coalbrook datada de antes do desastre.


Conheça nossa campanha de financiamento contínuo

Entre em www.catarse.me/clio e conheça a nossa campanha de crowdfunding no Catarse, a partir de R$ 5,00 você já ajuda o Clio a se manter no ar e produzir mais conteúdos para vocês

Financiadores desse post

Beatriz Aguiar, Cristina Lima, Gabriel Bastos, Gui Aschar, Paula Guisard, Reverson Nascimento, Rosana Vecchia, Suzana Athayde, Vaness Spinosa

Para todos vocês, nosso muito obrigado!

Siga o Clio nas Redes Sociais!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.