Morre José Lins do Rego

Hoje na História, 12 de Setembro de 1957

Em 12 de Setembro de 1957, há 62 anos, morre o escritor, advogado e jornalista paraibano, José Lins do Rego Cavalcanti. O autor, ao lado de Erico Verissimo, Graciliano Ramos, Rachel de Queiroz e Jorge Amado, é considerado um dos maiores artistas regionalistas que temos na literatura nacional. O autor nasceu no dia 3 de Junho de 1901, e teve seu romance de estreia, Menino de Engenho, publicado em 1932. O autor teve outras obras muito importantes como, por exemplo, o que ele nomeou como O ciclo da cana-de-açúcar, em que contém: Menino de Engenho (1932), Doidinho (1933), Bangüê (1934), O Moleque Ricardo (1935), e Usina (1936). O autor foi eleito membro da Academia Brasileira de Letras em 15 de Setembro de 1955, para a cadeira 25, e também foi Espéctro Patrono da cadeira 39 da Academia Paraibana de Letras.

Na imagem: Fotografia do escritor, José Lins do Rego.


Conheça nossa campanha de financiamento contínuo

Entre em www.catarse.me/clio e conheça a nossa campanha de crowdfunding no Catarse, a partir de R$ 5,00 você já ajuda o Clio a se manter no ar e produzir mais conteúdos para vocês

Financiadores desse post
Bruno Machado, Cristina Lima, Gabriel Bastos, Gui Aschar, Humberto Athayde, Karen Badollatto, Marcelo Kriiger, Natália Castilho, Paula Guisard, Rosana Vecchia, Rosi Marques, Suzana Athayde

Para todos vocês, nosso muito obrigado!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s