Maria Felipa e a mulher de turbante

Na edição de março de 2021, a revista Aventuras na História publicou uma matéria de capa sobre a participação feminina nas lutas pela separação do Brasil de Portugal. Entre as personagens destacadas está Maria Felipa de Oliveira, representada na revista pela fotografia abaixo.

Detalhe da fotografia Mulher de turbante (Foto: Alberto Henschel)

Assinada pela jornalista Raphaella de Campos Mello, a matéria tem o mérito de apresentar ao público uma dimensão nem sempre levada em consideração quando se fala da Independência do Brasil: a presença de mulheres de distintas classes sociais nos embates travados durante esse processo histórico.

Mas onde a revista Aventuras na História encontrou uma fotografia de Maria Felipa? Como lembra a própria matéria, Maria Felipa habita a memória e as tradições orais relacionadas às lutas pela Independência na Bahia. Se ainda pairam dúvidas sobre sua existência, como haveria uma fotografia dessa personagem?

Obviamente, a fotografia não é de Maria Felipa. Trata-se de uma fotografia feita por Alberto Henschel por volta de 1870. A modelo é anônima e a foto recebeu o nome de “Mulher de turbante”. Atualmente pertencente ao Instituto Moreira Sales, uma versão digital da fotografia pode ser encontrada no site Brasiliana Fotográfica.

Link: http://brasilianafotografica.bn.br/brasiliana/handle/20.500.12156.1/6847

A fotografia foi analisada pelas pesquisadoras Aline Montenegro Magalhães e Maria do Carmo Rainho, que destacam o fascínio recente por essa imagem e sua frequente associação a outra personagem, Luísa Mahin, que teria participado da Revolta dos Malês,  ocorrida em 1835 na cidade de Salvador.

Link: http://brasilianafotografica.bn.br/?p=19480

Pelo visto, agora a mesma fotografia também tem sido associada a Maria Felipa. A revista Aventuras na História não foi a única a incorrer nessa inadequada associação. Também neste mês, a Secretaria Especial de Comunicação Social (SECOM), órgão do Governo Federal, publicou uma postagem em seu site no contexto do Dia Internacional da Mulher.

Ao lado de outras personagens femininas históricas, numa seleção bastante questionável que destaca a própria primeira dama, Michelle Bolsonaro, a SECOM incluiu Maria Felipa de Oliveira, novamente representada pela imagem da mulher anônima fotografada por Henschel.

Link: https://www.gov.br/pt-br/noticias/assistencia-social/2021/03/grandes-mulheres-brasileiras

Vale dizer que, em matéria sobre Maria Felipa publicada no site da própria revista Aventuras na História, a imagem utilizada é diferente. Nessa ocasião, optou-se por utilizar o retrato produzido pela artista plástica Filomena Modesto Orge.

Link: https://aventurasnahistoria.uol.com.br/noticias/reportagem/maria-filipa-escrava-liberta-que-se-envolveu-na-luta-contra-tropas-portuguesas.phtml

Representação de Maria Felipa, segundo Filomena Modesto Orge (Imagem: Arquivo Público do Estado da Bahia)
FONTES E REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

HENSCHEL, Alberto. Mulher de turbante. Fotografia. Rio de Janeiro, 1870. Brasiliana Fotográfica. Disponível em: http://brasilianafotografica.bn.br/brasiliana/handle/20.500.12156.1/6847.

MAGALHÃES, Aline Montenegro Magalhães; RAINHO, Maria do Carmo. A mulher negra de turbante, de Alberto Henschel. Brasiliana Fotográfica, 13 maio 2020. Disponível em: http://brasilianafotografica.bn.br/?p=19480.

Conteúdo publicado originalmente no Twitter do @MarcBot_, em 21 de março de 2021.

Texto e pesquisa: Pablo Bráulio.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.