Sessão inaugural dos Estados Gerais | Hoje Na História

5 de Maio de 1789

Há 231 anos os representantes dos três Estados constituintes da sociedade francesa se reuniam pela primeira vez desde 1615 em Versalhes.

O reino da França vinha sofrendo com uma grave crise econômica desde sua participação na Guerra de Independência dos EUA, mas teve sua situação agravada pelos gastos excessivos para a manutenção da corte de Luís XVI em Versalhes. Várias soluções cosméticas como o congelamento de preços foram tentadas sem sucesso.

A pedido de seu ministro das finanças, Jacques Necker, Luís XVI havia convocado os Estados Gerais em Janeiro. Depois da eleição dos representantes, decidiu-se pelo palácio de Versalhes como local da reunião, em uma clara tentativa de afastar os debates do calor das ruas de Paris, pois a proposta do ministro tinha o potencial explosivo enorme.

Necker propôs o fim dos privilégios fiscais do Primeiro (Clero) e Segundo (Nobreza) Estados, que dali em diante passariam a pagar impostos assim como o Terceiro Estado (Súditos). A proposta foi recebida com fervor justamente por este último componente dos Estados Gerais assim como por membros menos conservadores dos outros dois. Sentiam, e com razão que a realidade do Antigo Regime estava ruindo.

No entanto, com a resistência da ala mais reacionária dos representantes da Igreja e da nobreza, Luís XVI demite Necker e tenta dissolver os Estados Gerais em 20 de junho fechando o salão do palácio onde eles se reuniam, o que fará os representantes se reunirem em outro local, o salão do Jeu de Paume (Jogo de Péla), onde tornou-se algo maior: A Assembleia Nacional Constituinte. Depois disto, a França, nem o mundo seriam mais os mesmos.

Acima, pintura de Auguste Couder retratando Necker (em pé) discursando para os representantes dos Estados Gerais (em primeiro plano, de roupas escuras estão os representantes do Terceiro Estado), 1839.


Conheça nossa campanha de financiamento contínuo

Entre em www.catarse.me/clio e conheça a nossa campanha de crowdfunding no Catarse, a partir de R$ 5,00 você já ajuda o Clio a se manter no ar e produzir mais conteúdos para vocês

Financiadores desse post

Beatriz Aguiar, Cristina Lima, Gabriel Bastos, Gui Aschar, Paula Guisard, Reverson Nascimento, Rosana Vecchia, Suzana Athayde, Vaness Spinosa

Para todos vocês, nosso muito obrigado!

Você também pode nos financiar via PicPay. Você pagou aquele boleto, deu cashback e você não vai usar, não vai fazer falta? Então porque não apoiar um projeto de comunicação e educação histórica. Procura a gente lá em https://app.picpay.com/user/cliohistoriaeliteratura

Siga o Clio nas Redes Sociais!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.