Trinta Anos do Partido Comunista da China ( Hu Qiaomu) | Clio Indica

O historiador e revolucionário Hu Qiaomu apresenta um balanço dos primeiros trinta anos do Partido Comunista da China e desenvolvimento da Revolução Chinesa.  Em 1951, ano de lançamento do livro, Hu Qiaomu ocupava o posto vice-diretor do Departamento de Propaganda do Partido Comunista da China. Apesar de escrever no calor do momento, logo após o triunfo da revolução, o camarada avança para além do cronismo e levanta os importantes debates que ocorreram no seio do Partido durante os anos de luta revolucionária: as linhas políticas, as camarilhas que disputavam os rumos políticos do Partido e da própria revolução, os erros, acertos e retificações. É um vivo relato de um partícipe do processo, sem perder o rigor historiográfico, citando documentos, debates e tomadas de decisão.

Apesar de sucinto e objetivo, a riqueza do livro reside em enfrentar leituras dogmáticas do marxismo-leninismo. Fica claro como no processo de análise da realidade concreta chinesa o Partido Comunista concebeu uma estratégia revolucionária adequada aquelas determinadas condições históricas em que o país se encontrava. O camarada Mao Tsé Tung por vezes durante o processo de luta se afastou para realizar estudos e trazer enormes balanços sobre a realidade chinesa em diversos campos, subsidiando o Partido com análises científicas em diversos aspectos da realidade chinesa, desta forma possibilitando a correção de políticas, ações e linhas incorretas. É possível entender as motivações que levam o PC Chinês a aderir um estágio de Nova Democracia (tarefas democrático-populares da revolução) sem julgar tão opção por etapista ou anacrônica através dos dados e da análise de conjuntura que Hu Qiaomu nos apresenta. 

Trinta Anos do Partido Comunista da China é um ótimo livro introdutório para aqueles que desejam conhecer as primeiras décadas das Revolução Chinesa. Possui uma estrutura cronológica que segue o fio dos principais acontecimentos na guerra revolucionária, as aproximações com o Kuomintang, as principais derrotas e vitórias. Com o desconhecimento basicamente generalizado na “esquerda” em relação às experiências de transição socialista que se iniciaram no Séc. XX, é comum que a narrativa hegemônica seja comprada até mesmo por Partidos Classistas, reproduzindo autofobia, anticomunismo e orientalismo. Ter acesso a história destes processos é essencial para sairmos do limbo pós derrocada da U.R.S.S que nos encontramos, fortalecendo o marxismo anticolonial e estreitando laços de solidariedade internacional com aqueles países que ousaram recobrar a própria humanidade através da revolução socialista.  

O Livro é do selo Edições Nova Cultura, da União da Reconstrução Comunista. 

https://www.novacultura.info/30anos-pcch

Conheça nossa campanha de financiamento contínuo

Entre em www.catarse.me/clio e conheça a nossa campanha de crowdfunding no Catarse, a partir de R$ 5,00 você já ajuda o Clio a se manter no ar e produzir mais conteúdos para vocês

Financiadores desse post

Beatriz Gomes, Bruno Machado, Cristina Lima, Fabiana Jimenez, Gabriel Bastos, Gui Aschar, Luiza Athayde, Natália Castilho, Paula Guisard, Rosana Vecchia, Suzana Athayde

Para todos vocês, nosso muito obrigado!

Você também pode nos financiar via PicPay. Você pagou aquele boleto, deu cashback e você não vai usar, não vai fazer falta? Então porque não apoiar um projeto de comunicação e educação histórica. Procura a gente lá em picpay.me/cliohistoriaeliteratura.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.