Crowdfunding

Sejam bem-vindos à nossa campanha de financiamento coletivo recorrente

O Clio: História e Literatura nasceu porque acreditamos que o conhecimento histórico é único, singular, libertador. Acreditamos que História é essencial para entender o mundo e o tempo que nos rodeia. Acreditamos que a História é um saber vivo, fluído, transformador, conhecer o passado para entender o presente, e sonhar com um futuro deveria ser acessível para todos e todas. História e educação andam de mãos dadas e de forma indissociável, por isso nossos conteúdos tem rigor acadêmico porém utilizamos uma linguagem simples e acessível para todos e todas. Produzimos vídeos, podcasts, textos, além de conteúdo para as redes sociais com empenho, dedicação, amor e muita vontade.

Acesse https://www.catarse.me/clio e conheça a nossa campanha e as recompensas por participar dela

Temos quatro frentes de ação distintas: o canal de YouTube, o ClioCast, nosso podcast, e o blog, onde nossos redatores, todos professores e historiadores, postam textos sobre História e Literatura, além de atuar nas redes sociais.

Você pode conhecer os nossos canais de conteúdo aqui:

Nossa missão é fazer divulgação acadêmica e científica em humanidades, aproximando o conteúdo produzido por acadêmicos para uma audiência mais ampla, além de produzirmos videoaulas com conteúdo para o Ensino Médio, além de servir de preparação para os vestibulares e o Enem

Resolvemos fazer essa campanha de financiamento coletivo contínuo para podermos nos profissionalizar, e assim melhor a qualidade da produção e nos dedicar exclusivamente para o Clio, todos membros do nosso coletivo precisam trabalhar formalmente o que às vezes atrapalha a produção dos nosso conteúdos, ainda mais que primamos pela qualidade daquilo que produzimos.

Você já nos ajuda muito consumindo nossos conteúdos e pode nos ajudar ainda mais participando, se possível, dessa campanha de financiamento coletivo continuo. Por isso que que sempre dizemos “bem-vindos ao Clio”, porque aqui, de fato, a casa é nossa.​