A Guerra do Balde

Um Conflito entre Guelfos e Gibelinos

Ao longo da história já ocorreram dezenas de guerras, inclusive há quem diga que a história existe apenas por conta dos conflitos bélicos. Já ocorreram guerras de conquista, de submissão, de dominação, do ópio, já teve até por causa de u… balde. Sim, um balde.

Em 1325 guelfos e gibelinos, de Bologna e Modena respectivamente, levantaram seus exércitos por causa de um verdadeiro tesouro: um suposto balde cheio de moedas de ouro. Historiadores hoje contestam se de fato foi esse motivo, diz a lenda que os modenenses entraram na cidade rival furtivamente durante a noite para poder roubar o balde. Segundo novos estudos o balde entretanto não foi o despertar da guerra e sim a consequência.

Guelfos e gibelinos foram dois partidos políticos apoiados pelo papa e pelo sacro imperador respectivamente, eles dominaram diversas cidades do norte italiano desde a Baixa Idade Média até o final do Renascimento tendo um papel importante na Questão das Investiduras.

Diversos nomes importantes da história medieval italiana fizeram parte ou de um ou de outro partido. Dante, por exemplo, era um apoiador dos guelfos, inclusive lutou na Batalha de Campaldino contra os gibelinos de Arezzo.

A Guerra do Balde se resumiu a uma única batalha, em Zappolino, com a vitória dos gibelinos de Modena, em uma batalha que ceifou aproximadamente 2000 pessoas. Segundo os estudos e as representações culturais, os gibelinos tomaram o balde de um poço após a vitória.

Guelfos e gibelinos continuaram suas lutas e conflitos mesmo após a Concordata de Wörms, se arrastando até 1529 quando o rei espanhol Carlos I, coroado Carlos V quando sacro imperador, tomou o poder imperial na Itália.

Na imagem você vê uma miniatura do século XIV descrevendo uma batalha entre guelfos e gibelinos em Bolonha.


Visite a Livraria da Musa, livraria virtual com a curadoria dos membros do Clio!

Chave do Pix: cliohistoriaeliteratura@gmail.com

Conheça nossa campanha de financiamento contínuo

Entre em www.catarse.me/clio e conheça a nossa campanha de crowdfunding no Catarse, a partir de R$ 5,00 você já ajuda o Clio a se manter no ar e produzir mais conteúdos para vocês

Financiadores desse post

Claudia Bovo, Elizabeth Santos, Gabriel Bastos, Gui Aschar, Henrique Mundim, Juliana Santoros, Laura Athayde, Norton Kruel, Paula Guisard, Rosana Vecchia, Rosi Marques, Suzana Athayde, Vanessa Spinosa

Para todos vocês, nosso muito obrigado!

Você também pode nos financiar via PicPay! Se você tem um cashback sobre então porque não apoiar um projeto de comunicação e educação histórica.

Procura a gente lá em https://app.picpay.com/user/cliohistoriaeliteratura

Siga o Clio nas Redes Sociais!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.